CNAC VETADO DE PARTICIPAR NA ANNP PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Luís Carlos Rodrigues Pereira de Bastos   
Quinta, 08 Novembro 2018 10:12

emblema_cnac_vect

 

Como será do vosso conhecimento, o CNAC desde 2012/13 que participa com regularidade nos Campeonatos Regionais de Polo Aquático organizados pela ANNP, nos escalões de formação. Começou a fazê-lo por necessidade, já que na ANC não existia competição organizada, não havia equipas com quem jogar e tínhamos a ambição de evoluir.

Nessa altura, pedimos à ANNP para participar, apesar do Regulamento não prever equipas de fora da AT. Fomos sendo sucessivamente autorizados a participar. Começámos com Sub15 e parcialmente, só 11 das 18 jornadas. Desde 2013/14, sempre participámos por inteiro e com pelo menos um escalão competitivo, por vezes dois.

Estas participações constituíram um grande investimento, financeiro e de tempo, sempre e exclusivamente às custas do CNAC. Mas trouxeram enormes benefícios, para os atletas e para a modalidade. Destacam-se os títulos de Campeões Nacionais de Sub13 Mistos (2016/17) e de Sub14 Mistos (2017/18), além das presenças da atleta Alice Rodrigues nos Campeonatos da Europa Sub17 (Novi Sad, Sérvia, em 2017) e Sub19 (Funchal, Portugal, em 2018), ao serviço das Seleções Nacionais.

Com o desenrolar desta relação com a ANNP, e numa lógica de continuidade, passámos a ter a participação das suas competições como adquirida. Foi com grande surpresa, e nas vésperas da reunião de calendário para 2018/19 (23.Out.2018), que fomos informados da impossibilidade de competir na ANNP esta época. Tencionávamos participar esta época com os Sub16 masculinos, os atletas bicampeões Nacionais que subiram de escalão.

Na reunião de calendários na sede da ANNP, para a qual havíamos sido convocados, aproveitámos para averiguar as razões de nos vedarem o acesso. Concluiu-se que os Clubes da ANNP não foram consultados e que apoiam a nossa presença, o parecer do Diretor Técnico Regional é favorável à nossa inclusão, mas o Presidente da ANNP vetou-a, alegando o nosso estatuto de forasteiros à ANNP.

Esta situação, para além de incompreensível, compromete seriamente a nossa evolução. Será fácil entender que a impossibilidade de competir regularmente prejudica a evolução e progressão deste grupo de atletas, que tão bons resultados têm evidenciado, e constitui um sério entrave nas suas carreiras.

Assim, o CNAC vê-se obrigado a procurar alternativas, tendo alguns clubes da ANNP já demonstrado vontade e disponibilidade de realizar jogos oficiosos. É revelador do sentimento que une as coletividades.

Entretanto, o CNAC dirigiu uma Carta Aberta aos clubes da ANNP onde exprime o seu agradecimento pelas seis épocas de partilha e convívio, assim como à Direcão Técnica e Departamento de Polo Aquático.

 

Na Imprensa

"As Beiras", 9 Novembro

"Diário de Coimbra", 10 Novembro

Actualizado em Sábado, 10 Novembro 2018 23:25
 
Joomla templates by a4joomla